domingo, 8 de novembro de 2015

POEMA "VOCAÇÃO E DESTINO" - AUTOR: COMENDADOR FABRÍCIO SANTOS - HOMENAGEM AO ARTISTA MINEIRO "ALEIJADINHO"

POEMA:

VOCAÇÃO E DESTINO
Não havia beleza em seu rosto barroco
Deformações ou Deformidades?
Monstruoso mas genial
Fenômeno sem igual...
Era objeto proporcionado da Arte Sacra
Que inspira de espiritualismo...
Para traduzir nas almas as formas palpáveis
De suas esculturas memoráveis de pedra sabão!
Doença grave lhe deforma o corpo...
A sua imperfeição levou à perfeição de suas obras
Para a elevação superior dos seus sonhos reais!
Foi capaz de superar as deficiências
E entre as pedras esculpir o Divino...
Tornando sua Vocação e Destino
Publicar as grandezas e mistérios da fé!
O Ciclo do Ouro das terras mineiras
Foram alicerces das suas obras barrocas...
Expressão da Beleza do mundo invisível
Transcreveu o sublime do Ultraterreno!
Ele não era reflexo do Belo... Era Aleijadinho...
Mas suas obras foram reflexos do infinito sobre o finito!
Revelou o homem como beleza ideal
Objeto proporcionado da Arte tornada sensível...
Mostrou-nos o Supremo da Arte... Deus em pessoa!
Seu nome é Antônio Francisco Lisboa.

Autor: Comendador Fabrício Santos – Presidente Fundador da ACLA/MG e
Diretor Presidente do GOTLAND Instituto Cultural de Educação e Artes de Manhuaçu/MG

Este poema está publicado na ANTOLOGIA DA ANBA DE NITERÓI/RJ.

Um comentário:

Edificarte disse...

Boa noite,
Parabéns pelo blogger..

Passando e deixando parte das Escrituras, sem motivo específico, apenas pela leitura da Palavra de Deus.
Mateus 11
28 Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
29 Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.
30 Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.

Jesus Cristo te Ama
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.
JO 14:6